sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Paralização dos metroviários do Recife interfere na Logística de Transportes

Fonte: Folha de Pernambuco (04.10.13)

Terminais movimentados e estações de portas fechadas em dia de paralisação do metrô

Grande Recife monta reforço e criação de linhas especiais de ônibus

04/10/2013 07:50 - Danúbia Julião, com informações de Nathália Guimarães e Junior Aguiar, da Folha de Pernambuco
Fotos: Arthur Mota
Estação Recife de portas abertas, teve uma manhã tranquila. PM faz a guarda do local
As paradas de ônibus e os terminais integrados do Grande Recife amanheceram mais cheios nesta sexta-feira (04). Com a paralisação de 24 horas dos funcionários do metrô, os usuários do transporte público têm que se aventurar para conseguir chegar ao trabalho. Mais de 300 mil pessoas usam diariamente o serviço.
No Terminal Integrado de Joana Bezerra, que recebe passageiros de toda a RMR, desde o início da manhã, a movimentação é intensa. Apesar disso, não se vê confusão ou tumulto. Funcionários do Grande Recife Consórcio de Transportes orientem os passageiros e muitos ônibus especiais chegam a toda hora, levando os passageiros ao TI Afogados e do Barro.
Terminais estavam mais lotados do que o normal
Já no TI de Jaboatão, a situação é bastante complicada. Passageiros estão irritados e alguns tumultos foram registrados durante a manhã. O que se vê no local são filas enormes e passageiros a espera de um ônibus há 5 horas. Segundo os fiscais do Grande Recife, o problema se dá devido a demora na volta dos coletivos, diante dos engarrafamentos. No TI circulam 26 ônibus que tem como principal destino o TI do Barro. Neste último, a situação é bem parecida. Filas enormes, mas o intervalo entre os ônibus é pequeno.
Na estação central do metrô, muitos usuários foram pegos de surpresa no início da manhã. Com faixas penduradas nas grades e as portas fechadas, o que se vê são apenas os funcionários do serviço de limpeza. No local também não se vê confusão. Os que chegam, logo seguem para o terminal integrado, em direção ao seu destino final.
    Em todas as estações, policiais militares estão de guarda, a postos, para manter a segurança. Os metroviários de Pernambuco se queixam do sucateamento do transporte e protestam contra a proposta Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), de privatizar e estadualizar o sistema.
    Estações estavam todas de portas fechadas
    Segundo a assessoria de imprensa da CBTU, não há nenhum documento sobre essa decisão e que as denuncias de sucateamento são improcedentes, alegando que 15 novos trens foram comprados e mais 9 VLTs, que circulam normalmente, atendendo a população.
    Por outro lado, o presidente Sindmetro, Diogo Morais, a informação foi repassada pela assessoria da presidência da república, em reunião realizada em Brasília. Após a paralisação desta sexta, a categoria pretende elaborar um documento relatando as insatisfações relacionadas ao sucateamento, ao Governo Federal, em Brasília, a ser entregue na próxima semana.
    Esquema especial
    Para tentar minimizar os transtornos causados pela paralisação dos metroviários, o Grande Recife Consórcio de Transporte montou um esquema especial. A estrutura de operação prevê o reforço e a criação de linhas especiais de ônibus nas áreas atendidas pelo metrô (tronco Centro e Sul).
    No total, segundo o Grande Recife, 21 linhas foram reforçadas para atender aos passageiros do metrô, entre elas quatro linhas especiais foram criadas para suprir as demandas do Barro, Joana Bezerra, Santa Rita, Aeroporto e Centro. Ao todo serão 232 veículos atendendo à população, 73 a mais que a frota utilizada nos dias normais.

    terça-feira, 24 de setembro de 2013

    NE precisa de logística, diz Gabrielli no Fórum Estadão

    Fonte: Estadão

    O secretário do Planejamento da Bahia e ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, criticou duramente a falta de mais recursos públicos e de planejamento em logística para sustentar o avanço econômico do Nordeste. Durante sua participação, nesta quinta-feira, 19, do evento Fóruns Estadão Regiões - Nordeste que, Gabrielle, foi presidente da Petrobras até 1,5 ano atrás, disse que sem logística o produtor nordestino não consegue competir em igualdade de condições com produtores de outros Estados, deficiência que atrapalha o crescimento "virtuoso" da região.

    "É preciso viabilizar os eixos frontais de logística da região. Nós (do Nordeste) não temos portos, nossas estradas são ruins. Se não houver transferência do governo não haverá condições econômicas viáveis para o crescimento. A questão política é relevante e fundamental", declarou.

    Segundo ele, aportes privados não são problemas - mais de US$ 37 bilhões estão previstos para os próximos cinco anos, principalmente em projetos de mineração, energia eólica e celulose. "Vamos exigir do governo federal mais recursos", disse. Ele ressaltou que o Nordeste está fazendo um bom trabalho com o objetivo de desenvolver sua economia. "O que estamos fazendo no Nordeste nos últimos 20 anos a Europa fez em 200 anos", disse, ressaltando que 96% das crianças entre 6 e 14 anos de idade estão nas escolas.

    Para o secretário, os programas sociais do governo estão sendo fundamentais para uma melhor distribuição de renda para a população do Nordeste. "Se olharmos os últimos cinco anos, o mercado interno nordestino ficou mais importante do que era antes (a região era voltada para exportação, com fabricação de bens de consumo intermediário)", disse.

    Gabrielli explicou que esse processo de transformação no Nordeste acontece juntamente com a seca "mais dramática dos últimos 80 anos". "Nossa agricultura caiu 3,8% ao mesmo tempo que nacionalmente o setor cresceu na mesma intensidade. Não temos invasão, mas temos perda de animais e de estoque de produção. Temos que ter intervenção rápida do governo em relação à falta de água, mas temos que avançar também nos padrões produtivos no Nordeste", declarou.

    quinta-feira, 22 de agosto de 2013

    ANÚNCIOS EM INVESTIMENTOS LOGÍSTICOS INCENTIVAM O SETOR A AUMENTAR OFERTA DE PRODUTOS E SERVIÇOS

    Com informações da assessoria de imprensa

    Aquecimento do mercado levou à criação da Transporte & Logística Brasil, feira de negócios que ocorre em SP em meio a evento integrado de logística, transporte e distribuição
    São Paulo, agosto de 2013 – Um ano após o lançamento do Programa de Investimento em Logística (PIL), que prevê investimentos de R$ 253 bilhões em 30 anos, o setor de transporte e logística no Brasil está bastante aquecido, apresentando oportunidades tanto para empresas nacionais quanto estrangeiras que encontram, no gargalo logístico do país, oportunidades de investimento. Isso gera bastante expectativa para a realização da primeira edição da feira TRANSPORTE & LOGÍSTICA BRASIL que reunirá no próximo mês os principais players nacionais e internacionais dos setores de serviços de Transporte e Logística, infraestruturas logísticas, condomínios logísticos e sistemas de tecnologia da informação. O evento será de 17 a 19 de setembro, no Pavilhão Expo Center Norte, em São Paulo (SP), simultaneamente à 28ª MOVIMAT (Feira Internacional de Intralogística), VUC Expo (Feira de Veículos Urbanos de Carga) e XVII Conferência Internacional de Logística.
    Realizada pela primeira vez no país, a Transporte & Logística Brasil leva a assinatura da SITL (Semana Internacional do Transporte e da Logística), evento promovido em Paris, na França, e reconhecido como um dos maiores do mundo no setor. Cento e cinquenta marcas nacionais e internacionais apresentarão suas novidades no evento, que terá a França como país convidado, com um pavilhão dedicado exclusivamente aos principais players de transporte e logística franceses.
    “A logística vem crescendo no Brasil e, nos dias atuais, é uma ferramenta fundamental na estratégia das organizações. Com uma logística bem planejada e integrada, as empresas podem se tornar mais competitivas em seu segmento, diminuindo prazos e custos e aumentando a lucratividade”, afirma o Diretor Comercial da Brasilmaxi Logística, Fausto Montenegro da Cunha. Segundo ele, a empresa, que apresentará durante a TRANSPORTE & LOGÍSTICA BRASIL casos de sucesso e seus serviços nos mais diversos segmentos da logística, vê na feira a oportunidade para divulgar soluções personalizadas, consolidar a marca no mercado logístico, interagir com os clientes que visitam a feira, abrir novas oportunidades de negócio e acompanhar as tendências e novidades do mercado.
    Para o Controller da Braspress, empresa líder nacional do transporte de encomendas, a única que atende 100% do território nacional com 98% de capilaridade atendida com recursos próprios, Tayguara Helou, o setor de transporte e logística no Brasil é muito promissor. O Brasil é um país rico em recursos naturais e tamanho continental. Possui uma democracia clara, moeda estável e economia em crescimento. Esses ingredientes tornam-se fundamentais para o crescimento do setor de transportes e logística, pois os materiais necessários para produzir os produtos para consumo devem ser manuseados e levados do seu ponto de partida até o seu ponto final, gerando assim alta demanda para transportes e armazenamento”. A Braspress, que também participará da TRANSPORTE & LOGÍSTICA BRASIL, espera prospectar novos mercados, clientes e segmentações.“Uma feira como esta é capaz de concentrar um público muito grande de variadas atividades, o que nos possibilita demonstrar aos clientes os nossos diferenciais e o que estamos aprimorando para melhor atendê-los”, declara Helou.
    A Rápido 900, que trabalha com grandes volumes de carga principalmente nos segmentos de transporte de produtos químicos embalados, higiene pessoal, produtos de limpeza, autopeças e alimentícios, aposta na feira TRANSPORTE & LOGÍSTICA BRASIL para dar ainda mais visibilidade à empresa. “É a oportunidade de reunir todos os players do setor, como transportadores, fornecedores, entidades sindicais e os grandes embarcadores do País, com um público altamente qualificado de profissionais de logística, quem realmente quem toma decisões no setor de transporte e logística”, avalia o Diretor da Rápido 900, André Ferreira. Com o setor em alta expansão, um dos grandes desafios está na qualificação da mão de obra especializada. A demanda continua aquecida, porém, o que mais nos dificulta hoje é a falta de mão de obra especializada no mercado. Para resolver isso, as entidades do setor estão trabalhando arduamente e a Rápido 900 montou um grande esquema de captação e treinamento intensivo dessa mão de obra”, afirma Ferreira.
    Líder no Brasil e na América Latina em sistemas de gestão integrada (ERP), a TOTVs estará presente na TRANSPORTE & LOGÍSTICA apostando na crescente necessidade das empresas do setor em investir em novas ferramentas de gestão e/ou aperfeiçoamento de suas ferramentas atuais, que geram aumento da produtividade e automação dos processos, além de maior integração da cadeia de abastecimento.
    A TRANSPORTE & LOGÍSTICA já nasce com uma bagagem internacional e de integração do setor que a qualifica com um dos principais canais para o desenvolvimento do setor no Brasil. Grandes players acreditaram na proposta e estão preparando muitas novidades para a feira, o que nos deixa bastante otimistas de que o evento trará muitas oportunidades de negócios para todos, o que contribuirá para o desenvolvimento do transporte e da logística no Brasil”, avalia Rodrigo Rumi, diretor do portfólio automotivo da Reed Exhibitions Alcantara Machado, grupo que organiza os eventos no Brasil.
    O evento tem entrada gratuita para profissionais do setor pré-credenciados através do site www.expomovimat.com.br.

    segunda-feira, 19 de agosto de 2013

    Com informações da Assessoria de Comunicação da Scania

    Com 42 chassis Scania da Série K Expresso de Prata renova sua frota
    Maior empresa de ônibus de Bauru (SP) investe na economia de combustível, rentabilidade e disponibilidade dos veículos da marca
    São Paulo, 19 de agosto de 2013 – A Scania foi a escolhida para a renovação de frota do Expresso de Prata, que adquiriu 42 chassis, os primeiros Euro 5 da principal empresa de transporte de passageiros de Bauru, interior de São Paulo. A fabricante e a Casa Scania Codema ofereceram a melhor solução para a operação do cliente. O lote possui 29 chassis K 400 6x2 e 13 modelos K 360 4x2.
    “É um orgulho saber que o Expresso de Prata escolheu a Série K da Scania para estrear sua frota Euro 5. É um reforço de confiabilidade em nossa marca, que é parceira histórica desta tradicional operadora”, afirma Wilson Pereira, gerente executivo de Vendas de Ônibus da Scania do Brasil. “Os chassis K garantem ao cliente versatilidade, baixo custo operacional, alta capacidade de passageiros, superior desempenho, rentabilidade e disponibilidade.”
    “Os chassis Scania apresentam diferenciais de segurança, rentabilidade, confiabilidade, eficiência e sustentabilidade que vão ao encontro de nosso reconhecido Padrão Prata de Qualidade, que se caracteriza pelos constantes investimentos em renovação de frota, tecnologia e recursos humanos”, diz Alcides Franciscato Júnior, sócio-proprietário do Expresso de Prata.
    Os 29 modelos K 400 6x2 serão utilizados para a aplicação em linhas rodoviárias entre Bauru, região e São Paulo. O K 400 entrega 400cv de potência e desenvolve um torque de 2.100Nm já entre 1.000 a 1.300 rpm. Por outro lado, as 13 unidades do K 360 4x2 serão destinadas à operação em linhas intermunicipais da cidade e localidades vizinhas. Esse chassi possui motor de 13 litros de 360cv e desenvolve um torque de 1.850Nm, também de 1.000 a 1.300 rpm. “Os motores Scania garantem a melhor rentabilidade e a maior economia de combustível do segmento, já nas baixas rotações do propulsor”, explica Pereira. Ambos saem de fábrica com sistema de troca de marchas Confort Shift, que torna a direção mais confortável, e válvula de segurança de freio de estacionamento, para garantir condução ainda mais segura.
    Os chassis da Série K são equipados com motor traseiro, suspensão a ar e evolução na eletrônica embarcada.
    A segurança para os passageiros é a principal característica dos veículos, respaldada por sistemas eletrônicos como o controle dos freios e da suspensão. Para uma maior economia de combustível, a Série K é equipada com Sistema de Processamento de Ar (APS), que gerencia o fornecimento de ar para os freios e a suspensão, aproveitando a energia do motor nos momentos de menor demanda de potência, como em descidas. As carrocerias escolhidas pelo cliente foram Marcopolo e Neobus.
    Sobre o Expresso de PrataA história do Expresso de Prata começa em 1927, quase ao mesmo tempo em que a vida de seu fundador, o pioneiro Ângelo Franciscato. Filho de imigrantes, Ângelo chegou ainda criança à cidade paulista de Piracicaba, acompanhado apenas da mãe e com a responsabilidade de cinco irmãos menores para sustentar.
    Em 1927 realizou o sonho de adquirir uma jardineira usada e abrir uma linha de transporte de passageiros entre Piracicaba e Torrinha. Nessa época, aos 19 anos, era motorista, cobrador e mecânico, e contava com apenas um funcionário para revezamento.
    Como os negócios caminhavam bem, abriu uma pequena oficina, onde começou a montar suas próprias jardineiras, auxiliado por seu funcionário Lázaro de Camargo, com as quais fariam, mais tarde, as linhas Piracicaba/Torrinha, Piracicaba/Porto João Alfredo, Piracicaba/ Vila Romana e Piracicaba/Limeira. Em 1933, contava com três jardineiras de 15 lugares cada, das quais duas para o percurso e outra de reserva.
    Em visita a uma irmã residente em Botucatu, Ângelo tomou conhecimento da falta de linhas de ônibus no percurso de Bauru àquela cidade, e não perdeu tempo. Dia 8 de setembro de 1934 inaugurava a primeira linha de ônibus para ligar Bauru a Agudos, Lençóis Paulista, Areiópolis, Aparecida, São Manoel e Botucatu. Com o sucesso do itinerário, vendeu os outros veículos que tinha em Jaú e instalou-se definitivamente em Bauru.
    Em 1952, entregou a direção da empresa ao filho Alcides Franciscato. Com o mesmo espírito empreendedor do pai, ele levou o Expresso de Prata até São Paulo no fim da década de 50, marcando assim o início de uma nova etapa na vida da próspera empresa. Em 1958, Alceu Pedro Franciscato, também filho de Ângelo, juntou-se à sociedade, sendo um constante apoiador das ações para o crescimento da marca.
    Há 80 anos, o Expresso de Prata vem procurando oferecer a seus usuários o que há de melhor em matéria de transporte rodoviário de passageiros, disponibilizando veículos de última geração e acompanhando a evolução tecnológica conforme o Padrão Prata de Qualidade. Isso inclui personalizações que propiciam conforto e segurança, proporcionando em seus ônibus importantes diferenciais como ar-condicionado, toalete, DVD e poltronas semileito, pelo mesmo preço das poltronas convencionais, na quase totalidade de suas linhas. Os ônibus Double Decker, além das poltronas semileito, possuem poltronas-leito no primeiro piso, sem que o passageiro pague a mais por isso.
    Em busca de soluções que facilitem cada vez mais a vida dos passageiros e informações gerenciais cada vez mais rápidas e precisas, o setor de Tecnologia da Informação tem merecido investimento e atenção especiais. Passageiro Prata consulta horários e também compra passagem pela internet. Por meio do sitewww.expressodeprata.com.br, ele pode conhecer um pouco mais sobre a empresa, obter informações úteis para suas viagens, endereço e telefone das agências e também entrar em contato com o Fale Conosco. Indo sempre além de sua obrigação formal, a responsabilidade social, por meio de ações culturais, sociais e esportivas, tem constituído ao longo de sua história um forte elo com as comunidades onde atua. O slogan “muito mais que transporte” traduz bem essa filosofia.
    Sobre a ScaniaA Scania é um dos principais fabricantes mundiais de caminhões e ônibus para transporte pesado e de motores industriais e marítimos. Os produtos de serviços têm participação crescente nos negócios da empresa, assegurando aos clientes soluções de transporte econômicas e com alta disponibilidade operacional. Com 38.600 colaboradores, a Scania está presente em mais de 100 países, com linhas de produção na Europa e América do Sul com possibilidade de intercâmbio global de componentes e veículos completos. Em 2012, as receitas totais da Scania alcançaram 79,6 bilhões de coroas suecas e o resultado financeiro após a dedução de impostos foi de 6,6 bilhões de coroas suecas.

    terça-feira, 16 de abril de 2013

    Reed Exhibitions Alcântara Machado anuncia feira de logística no Nordeste

    Evento será lançado nesta quarta (17/04) e ocorrerá em março de 2014 no Cone Suape, maior centro multimodal de Pernambuco

    Com informações da assessoria de imprensa

    A Reed Exhibitions Alcântara Machado dá mais um passo para fortalecer sua atuação em eventos no setor de transporte e logística. Após a aquisição da MOVIMAT (Feira Internacional de Intralogística) em 2012 e das novas feiras que serão promovidas em setembro deste ano (TRANSPORTE & LOGÍSTICA BRASIL by SITL e VUC EXPO), a companhia lança nesta quarta-feira (19 de abril) a Movimat Nordeste – Feira Internacional de Logística – entre os dias 25 e 28 de março de 2014, no Cone Suape, condomínio multimodal do Cone S.A, localizado em Suape, Região Metropolitana do Recife.

    A expectativa para a Movimat Nordeste é que 100 expositores ocupem os 12 mil m² do espaço com produtos e soluções inovadoras para um público estimado em cinco mil pessoas. De acordo com dados da Associação Nordestina de Logística (Anelog), Pernambuco está caminhando para se tornar o terceiro polo de logística do Brasil, apresentando um crescimento anual de 15%. O setor é um dos que mais gera empregos em todo o país. O polo logístico do Nordeste tem apresentado um crescimento acima do desempenho do PIB nacional.

    Suape, local escolhido para ser a sede da Movimat Nordeste, integra a logística com uma plataforma de empreendimentos industriais e de serviços. Localizado estrategicamente entre as principais rotas marítimas nacionais e internacionais, o Complexo Industrial Portuário de Suape está no centro do Nordeste, o que facilita a distribuição e contribui para o desenvolvimento do setor na Região.

    Para o vice-presidente da Reed Exhibitions Alcântara Machado e diretor da feira, Paulo Octávio Pereira de Almeida, a Movimat Nordeste vai oferecer soluções para toda a cadeia logística do Nordeste. “A feira surge no atual cenário de desenvolvimento como um agente facilitador para a transformação de Suape no principal centro de fornecimento de bens e serviços para Petróleo e Gás, Produtos Químicos, Metalurgia, Transporte e Logística”, ressalta.

    segunda-feira, 15 de abril de 2013

    Suape se destaca na 19ª Intermodal South America


    portos

    *Da assessoria de imprensa do Complexo Industrial Portuário de Suape
    Suape se destaca na 19ª Intermodal South America 





     oComplexo Industrial Portuário de Suape se destacou mais uma vez na Intermodal South America. Durante a 19ª edição do evento, o estande do porto recebeu um grande número de visitantes interessados em conhecer seu amplo potencial logístico. Com uma média de dez reuniões por dia, a diretoria do complexo recebeu empresários, armadores e representantes de órgãos públicos.

    Considerada a maior feira da América Latina, a Intermodal South America reúne os principais players do mercado nacional e internacional, além dos grandes fornecedores de quatro modais de transporte (aéreo, marítimo, rodoviário e ferroviário). Neste ano, o evento aconteceu entre os dias 02 e 04 de abril, no Transamerica Expo Center, em São Paulo.

    “A  Intermodal é uma excelente oportunidade para mostrarmos o trabalho que fazemos no Complexo e também em Pernambuco. Suape busca se consolidar cada vez mais como hub port, ou seja, porto concentrador e distribuidor de cargas para o norte e nordeste do país, por isso, são realizadas grandes obras de infraestrutura viária e de mobilidade, fundamentais para a atração de novos empreendimentos e, consequentemente, para o desenvolvimento da região”, pontuou o vice-presidente do Complexo, Caio Ramos.

     No encontro, Suape divulgou todo o seu potencial logístico e uma completa infraestrutura portuária, eleita a melhor do Brasil em 2011, pela revista inglesa The New Economy. Sua localização estratégica em relação às principais rotas marítimas de navegação o mantém conectado a mais de 160 portos em todos os continentes, com linhas diretas da Europa, América do Norte e África.   Além disso, Suape é o polo de desenvolvimento mais dinâmico do Brasil, preparado para receber qualquer tipo de empresa. 

    Está prevista, ainda, a construção de um novo pátio de veículos e a instalação de outros terminais: um para granéis sólidos, outro para açúcar e um novo para contêineres. São ações que permitirão a instalação de mais indústrias, contribuindo para a geração de emprego e renda no Estado.

    INFRAPORTOS
    Suape participou também da jornada de Conferências Infraportos, que ocorreu em paralelo à Intermodal e discutiu os principais desafios enfrentados pelos portos, bem como alternativas e tendências. Na abertura (02/04), Caio Ramos integrou a mesa redonda do “Painel Perspectivas e Investimentos no Setor”.

    Prejuízos por conta dos gargalos logísticos chegam a R$ 2 milhões, mostra pesquisa

    Do Blog do Jamido (www.blogdojamildo.com.br)


    Uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Supply Chain (Inbrasc) mostrou que se os problemas existentes na infraestrutura de ferrovias, rodovias, aeroportos e portos fossem sanados a econômica anual das empresas do setor chegariam a R$ 2 milhões por ano. Segundo o levantamento, 13% do total dos executivos entrevistados disseram que investem entre R$ 2 milhões e R$ 5 milhões para suprir estas necessidades.

    A pesquisa foi lançada com o intuito de traçar um breve perfil da situação logística e ouviu 200 líderes (diretores e gerentes) da área de logística. Os dados observados no levantamento dão conta de que nos transportes terrestres as companhias sofrem principalmente com a falta de segurança, a manutenção das vias e os pedágios.  Nos portos os problemas recorrentes apontados pelos líderes de logística são a burocracia na fiscalização e a infraestrutura, com respectivamente 52% e 47%.

    Com relação aos transportes aéreos os obstáculos estão ligados frequentemente às taxas existentes, de acordo com 46% dos entrevistados. Entretanto os transportes ferroviários foram os que apresentaram menos problemas frequentes, sendo que apenas 17% dos ouvidos afirmaram problemas no suporte de atendimento.

    Profissionais de Logística terão a oportunidade de conhecer o setor na Alemanha

    Aviso aos navegantes!!!


    Aplicativo que revoluciona sistema de transporte público entra no País pelo Rio de Janeiro



    Aplicativo mostra em tempo real o horário exato que a condução chegará  e qual é a melhor rota para se chegar mais rapidamente ao destino

    Com informações da Assessoria de Imprensa do Grupo Casa


    Moovit, o APP do transporte público, está feliz em anunciar seu lançamento oficial no Rio de Janeiro pronto para permitir que os usuários interajam entre si trocando informações sobre ônibus, trens e metro de forma rápida, fácil e interativa.


    Baseado em informações geradas pela população que usa todos os tipos de transporte público e possui smartphone, o moovit fornece, em tempo real, informações atualizadas sobre transporte, planejando novas alternativas para ir e vir, para que os usuários possam economizar tempo e chegar com segurança aos seus destinos, sem incertezas.

    Logo após seu lançamento em São Paulo, em dezembro de 2012, mais de 50.000 paulistanos já se uniram à comunidade Moovit, que cresce a passos largos. O lançamento no Rio de Janeiro tem sido muito aguardado, e a cidade é apenas a segunda na América Latina a receber o aplicativo, que cresceu bastante mundialmente a mais de 30 cidades, incluindo Nova York, Londres, Chicago, Madri, Roma e Tel Aviv. São Paulo foi a primeira cidade da América Latina a receber o Moovit.

    "Percebemos que há no Rio de Janeiro uma grande demanda do público por informações em tempo real sobre o transporte público, e acreditamos que o Moovit tem o potencial para atender a essa necessidade e revolucionar o modo com que os usuários do transporte público recebem informações na cidade maravilhosa. O APP é extremamente útil para o dia a dia e deverá ser ainda mais em épocas de grandes eventos como a Jornada Mundial da Juventude, Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíadas ", diz Nir Erez, CEO da empresa. "Por ser um aplicativo baseado em crowdsourcing, quanto mais pessoas usarem o moovit, mais ele informará os melhores caminhos para ir de um ponto a outro da cidade. Isso é possível uma vez que, mantendo o aplicativo conectado, o moovit fornece o local exato da condução permitindo que as pessoas possam escolher seu melhor roteiro, saber os horários e outras informações”, explica Nir.

    Como funciona
    A ideia é muito simples. O moovit é um aplicativo gratuito para smartphone que foi desenvolvido para os passageiros do transporte público. Após baixar o aplicativo - que é grátis - os usuários terão a oportunidade de compartilhar suas informações, tais como: se o transporte público que estão usando está lotado ou não, se está atrasado, bem como a lista de opções de linhas de transporte à disposição no ponto desejado.  O objetivo é reportar fatos que influenciam o transporte dos passageiros, como a posição da condução, os atrasos, entre outras informações.

    A alta tecnologia usada pelo aplicativo permite que os usuários fiquem sabendo exatamente quanto tempo as diferentes opções de transporte demorarão a chegar, tendo a oportunidade de ir para o ponto de ônibus no horário certo, ao invés de ficar esperado. Os passageiros também podem usar o aplicativo para planejar sua viagem, combinando ônibus, metrô e trem e navegar para seus destinos, usando o guia que mostra o passo a passo e envia alertas como "desça no próximo ponto". "Os telefones celulares são hoje uma ferramenta de comunicação que permite que as pessoas se ajudem umas às outras com informações de qualidade. Estando conectados, é possível lidar de maneira mais fácil com grandes problemas de tráfego em grandes cidades como o Rio de Janeiro, onde quase metade do deslocamento diário é feito através dos ônibus”, comenta Nir. “Juntos, moovit e passageiros podem ganhar mais tempo e qualidade de vida em seu transporte no dia a dia", explicou.


    Utilização - o aplicativo é interativo e fácil de usar. Assim que você inicia o aplicativo em seu smartphone, ele mostra arredores do local onde você está, incluindo todas as estações de transporte público ao seu redor, e outros usuários moovit. Se você clicar em uma das bandeirinhas que mostram os pontos de ônibus, metrô ou trem abre-se um pop up mostrando quais os tipos de transporte e quais linhas atendem a região, seus horários, atualizações em tempo real e onde os veículos estão no mapa. Ao aproximar a imagem, o aplicativo mostrará mais resultados.

    O moovit tem também um botão chamado "planejador de viagem" - onde é possível inserir sua origem e seu destino, apertar em "pesquisar" e obter então as melhores opções na tela, ou mais dependendo da opção que você clica. Você pode customizar o planejador de viagens de acordo com o tipo de deslocamento que deseja - por exemplo: se você prefere andar mais a pé o aplicativo mostrará uma rota com esta opção e vice-versa.
    Para verificar os horários de chegada e os próximos horários de uma linha específica, os usuários podem clicar em "Horários" e acessar facilmente essas informações, incluindo próximos horários de chegada, em tempo real, quando disponíveis, e informações sobre a rota.

    Ao começar sua viagem, clique no botão "começar viagem" e você irá navegar com o moovit por toda sua viagem, se quiser. O aplicativo mostrará como se deslocar no mapa, fornecerá instruções durante sua viagem, atualizará o que está à frente, sugerirá alternativas no caso de atrasos, e também dará alerta, como “desça na próxima estação”, etc.

    O mais interessante sobre o moovit é que, em paralelo a todas essas ações, você pode contribuir e reportar dados ao sistema durante sua viagem, compartilhando informações como: se o transporte está lotado ou vazio, se a estação possui wi-f, se é adaptado para cadeirantes, se possui ar condicionado  e até mesmo se o atraso foi ocasionado por um acidente. Ao compartilhar informações, os usuários podem ajudar outros usuários a criar um mapa das condições do transporte público no Rio de Janeiro em tempo real. Quanto mais pessoas usarem o moovit, mais precisos serão os dados e mais eficazes serão as informações.

    Os dados recebidos dos usuários e as informações sobre o transporte público, acessíveis a todos na região - como horários de ônibus, metrô, etc - são integrados ao aplicativo e, com base em algoritmos sofisticados e dados estatísticos, vão formando um banco de dados que é atualizado 24 horas por dia, 7 dias por semana. 

    segunda-feira, 8 de abril de 2013

    9ª Maratona de Supply Chain traz principais nomes do Supply Chain mundial

    Encontro elaborado todos os anos é organizado pelo Inbrasc
     
    Com informações da Assessoria de Imprensa do Inbrasc
    Considerado o maior evento do segmento na América Latina, a 9ª Maratona de Supply Chain promete trazer apresentações de peso. Dentre as atrações esperadas pelos congressistas estão personalidades internacionais. A edição de 2013 vai acontecer nos dias 21 e 22 de maio, na Av. Maria Coelho Aguiar, 215, no Jardim São Luís, no Centro Empresarial de São Paulo (Cenesp), das 8h às 18h e espera reunir mais de 400 executivos da área. 
    Os especialistas internacionais Ted Bujewski e Frank Wilhelm vão colocar em suas palestras o Supply Chain sob uma perspectiva global. Bujewski já atuou na Nasa e hoje é diretor Industrial e técnico do Pentágono (EUA), Wilhelm ocupou cargos como Vice-Presidente de Supply Chain da Siemens e  diretor de Compras da Alcatel. O congresso é divido em dois dias e as apresentações são destinadas diretamente aos executivos ligados ao supply chain, operações, planejamento, logística, suprimentos e vendas.
    Além dos cases exclusivos que serão apresentados durante a conferência, quatro debates estratégicos permearão o evento, sendo ligados a redução de custos no supply chain, gestão de riscos e global sourcing, indicadores de performance, desafios da logística no Brasil e programas de relacionamento com fornecedores.
    De acordo com o diretor de Marketing do Inbrasc (Insitito Brasileiro de Supply Chain), Henrique Gasperoni, o Instituto organiza o congresso com o objetivo de compartilhar experiências, práticas bem-sucedidas, reunindo sempre as melhores tendências do mercado. Por isso as empresas que compõe os cases são companhias relevantes para o setor. Dentre elas estão Nokia, DuPont,  Grupo Pão de Açúcar, Unilever,  Samsung, Sony,  Odebrecht, Susano, Pirelli, Volvo, Votorantin, entre outras.
    Inscrições
    As inscrições para a 9ª Maratona de Supply Chain podem ser feitas até o dia do evento pelo site do congresso, ou pelo telefone (11) 3302-9200.
    Para mais informações acesse o link: www.inbrasc.org.br/maratona .
     

    Maior evento de logística da América Latina acontecerá no próximo mês no Brasil


    Vem aí a 9ª edição da Maratona de Supply Chain, uma oportunidade de compartilhar experiências e práticas bem-sucedidas. O evento irá reunir as melhores ideias, tendências e cases de mercado
     
    Dois especialistas internacionais vão colocar o Supply Chain sob uma perspectiva global: Ted Bujewski que possui passagem pela Nasa e é atualmente Diretor Industrial e Técnico do Pentágono (EUA) e Frank Wilhelm, que já ocupou os cargos de Vice-Presidente de Supply Chain da Siemens e de Diretor de Compras da Alcatel.
     
    Além dos cases exclusivos que serão apresentados durante conferência, quatro debates estratégicos permearão o evento, sendo eles: redução de custos em supply chain, gestão de riscos e global sourcing, indicadores de performance, desafios da logística no Brasil e programas de relacionamento com fornecedores.
     
    A nona maratona acontecerá nos dias 21 e 22 de maio em São Paulo e é destinaa diretamente aos executivos ligados a supply chain, operações, planejamento, logística, suprimentos e vendas. Áreas como finanças, TI e produção são indiretamente impactadas pelos temas tratados pelo evento, sendo muito bem vindas a participar e desenvolver o olhar sistêmico do Supply Chain.